curriculo

EDUARDO VERDERAME

1971, São Paulo, Brasil

vive e trabalha em São Paulo, SP, Brasil

https://everderame.wordpress.com

Eduardo Verderame, artista visual formado pela Universidade de São Paulo em 1996.

Já participou de mais de uma centena de mostras individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Em seu trabalho pessoal, trata de temas como jogos e proposições interativas; a criação de universos imaginários ou simbólicos; a recriação de narrativas históricas  e o conceito de códigos culturais.

Trabalha como assistente da artista plástica Regina Silveira desde 1994.

A partir de 2001 passa a desenvolver projetos de mostras e curadorias de modo independente, sendo muitas vezes o espaço urbano o palco das intervenções plásticas: Suspensão” no Sesc Santana(2002); “Arte Funa Arte” na Posada de Corregidor (2001), em Santiago do Chile; “Vizinhos: Vernetzte Kunst in Brasilien”, no Museum Quartier, Viena, Austria (2006) em parceria com a Transição Listrada; “Mil 971”, Festival de arte pública, performance e fotografia, Atelier Marcos Vilas Boas (2007), “Elefante Branco” e “Olho da Rua” em 2009 com Tulio Tavares, entre outras.

Co-fundador dos coletivos de arte EIA (Experiência Imersiva Ambiental) e Esqueleto Coletivo, iniciativas independentes que desenvolvem intervenções, festivais e eventos de arte contemporânea nas ruas de São Paulo.

Publicou o livro “Histórias de Igrejas Destruídas” pela Editora Hedra em 2010, fruto de estudos sobre arte colonial brasileira.

Editor da Revista Eletrônica “NaBorda” : http://naborda.com.br/.

Formação

1995      Graduado em Artes Plásticas pela Universidade de São Paulo, SP, Brasil

Residências

2009   Artists Links/ British Council Fellowship, England

2008  Programa de Residências Casa das Caldeiras, Centro Cultural das Caldeiras, São Paulo, Brasil

Interações Florestais, residencia na ecovila Terra Una, Liberdade, Minas Gerais, Brasil

2007     Apexart Fellowship, New York, USA

2006   Artist Residency, Museum Quartier, Wien, Austria

.

Exposições individuais selecionadas

2013    “Melancolia”, no Instituto Volusiano, São Paulo, SP, Brasil

2012     “Gigante por um dia”, no café do MUBE, Museu Brasileiro de Escultura, São Paulo, SP, Brasil

2010    “The House’s Last Wish”, Copenhagen, DK

2008    “MMM”, programa de exposições 2008, Centro Cultural São Paulo, SP, Brasil

“O Fogo do Esquecimento”, Casa das Caldeiras, São Paulo, SP, Brasil

2006    “O Primeiro e o Último Vôo”, Galeria Favo, São Paulo, SP, Brasil

2003    “…da criação da destruição…”, SESC Paulista, São Paulo, SP, Brasil

2002    “O Sorriso dos Vencedores”, Galeria Aliança Francesa, São Paulo, SP, Brasil

“…a dor vencerá o amor vencerá”…, Galeria Futuro Infinito, São Paulo, SP, Brasil

“…da criação da destruição…”, na Base da Transição Listrada, Fortaleza, CE, Brasil

1999    “Eduardo Verderame”, Galeria Bucci, Santiago, Chile

1996    “Os Mortos”, Fundação Cultural de Curitiba, Museu da Gravura, Curitiba, PR, Brasil

.

Exposições Coletivas selecionadas

2013         “Utropic”, Centro de Arte Contemporânea, Poznan, Poland.

“Nossa Mostra de Desenhos”, Casa da Cultura da América Latina, Brasília, DF.

“Metropole Nomade – Belles Villes:Hanoi/Paris/Rio/São Paulo “, Ateliers d’Artistes de Belleville, Paris France.

“A Queima das Bandeiras”, mostra coletiva e performance, Casa Nexo, São Paulo, SP.

“O Abrigo e o Terreno”, com Tulio Tavares e Rodrigo Araújo, curadoria Paulo Herkenhoff e Clarissa Diniz, MAR Museu de Arte do Rio, RJ

2012          “Zona Detenção”, Centro Universitário Maria Antonia, São Paulo, SP.

“NaBorda”, Mostra de Coletivos de Arte com EIA, Esqueleto Coletivo e Nova Pasta, SESC Consolação, SP.

“Paradas em Movimento: Convergencia Natural”, curadoria: Demétrio Portugal e Flávia Vivacqua, Centro Cultural São Paulo, SP.

“Smoke Signs”, Projeto de Arte Colaborativo Canadá-Brasil, idealizado por Leopoldo Ponce e Sean MacAllister Atelier da Barão, SP

“Pegou Levou: 100 Souvenirs”, Atelier Ponto, Proposta de Andrea Tavares e Marisa Hipólito, SP

“48 horas”, Galeria Smith, São Paulo, SP

2011          “Huasipichay Cuenca”, Cuarto Aparte, Cuenca, Ecuador

“ID Barrio, Observatório Bom Retiro”, no Centro da Cultura Judaica, curadoria Lilian Amaral, São Paulo, SP

“IDBarrio, Observatório Bom Retiro”, Oficinas Culturais Oswald de Andrade, curadoria Lilian Amaral, São Paulo, SP

“Vida de Cão”, nas vitrines do metrô Trianon-Masp, São Paulo, SP

“Huasipichay São Paulo”, Galeria Virgilio, São Paulo,SP

2010              “Converging Trajectories, Modified Arts”, Phoenix, Arizona USA, curador Ted G. Decker

“Paisagem e Gesto-Mostra de Videoarte”, organização Ocoletivo e Taba-Etê, Pinacoteca Universitária, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, Brasil.

“SEU, Semana de Experimentações Urbanas”, festival de arte urbana, Porto Alegre, Brasil.

“12 Salão Nacional de Artes de Itajai”, curadoria Josué Mattos, Itajaí, Santa Catarina, Brasil

“A Casa dos Fundos/PN21”, Sesc Niterói, curated by Cristina Ribas, Rio de Janeiro, Brasil

“De fora para Dentro”, com Esqueleto Coletivo, Galeria Expandida, Luciana Brito Galeria, Curadoria Chris Mello, São Paulo, Brasil

“Porta Retratos”, Galeria da loja Cachalote, São Paulo, Brasil

2009    exposição“O Olho da Rua”, Galeria Olido, São Paulo, Brasil

exposição “Elefante Branco”, São Paulo, Brasil

“Prospecta 2009”, Festival de intervenção urbana, performance e fotografia, Natal, Brasil

2008              “EIA Jogo , Experiência Imersiva Ambiental”, Festival de intervenção urbana, São Paulo, Brasil

“O Fogo do Esquecimento”, at Casa das Caldeiras, São Paulo, Brasil

“O Templo do Esquecimento”, na residência Interações Florestais, na ecovila TerraUna , Minas Gerais, Brasil

“Virada Cultural”, SESC 24 de Maio, São Paulo, SP, Brasil

2007              “Mil971”, Semana Performática e Festival de Vídeo-Arte, São Paulo, SP, Brasil

“Ctrl C + Ctrl V” , SESC Pompéia, São Paulo, SP, Brasil

“Vai Você!” , Galeria Olido, São Paulo, SP, Brasil

“Gótico Tropical” , La Casa Tomada, Santiago de Cali, Colômbia

2006   “Experiência Imersiva Ambiental 2006” , Festival de Arte Pública em São Paulo, SP, Brasil

“Atitude Suspeita” , Intervenção Urbana, São Paulo, SP, Brasil

“Bienalle de Gravure” , Chamalières, France

“Vizinhos: Vernetzte Kunst in Brasilien”  Museum Quartier, Wien, Austria

“A cidade para a Cidade” , Galeria Olido, São Paulo, SP, Brasil

2005             “Experiência Imersiva Ambiental”, Festival de Arte Pública, São Paulo, Brasil

“ArtKanal” , Ateliers de d’Artistes du X, Paris, France

“Coletiv’actions” , Université Saint Denis, Paris, France

“Nuit Blanche:Trouvez le Nord”, Ateliers d’Artistes de Belleville, Paris, France

“Aderência: K-Boom!” , SESC Paulista, São Paulo, SP, Brasil

“Integração Sem Posse” , Edifício Prestes Maia, São Paulo, SP, Brasil

“I SPLAC – Salão de Placas Imobiliárias”, Praça Cornélia, São Paulo, Brasil

“Ocupação” , Paço das Artes, São Paulo, SP, Brasil

“Salão de M.A.I.O.” , Salvador, BA, Brasil

“Hipercubo” , Galeria Rebeca, Bogotá, Colombia

2004             “Paralela” , São Paulo, SP, Brasil

“Pintura Versus Fotografia” , Paço das Artes, São Paulo, SP, Brasil

“Museu Aberto” Vila Mariana, São Paulo, SP, Brasil

“Memefest” , Ljubljana, Slovenia

“Salão de M.A.I.O.” , Salvador, BA, Brasil.

“Espaçonautas” , Galeria do ACBEU, Salvador, BA, Brasil

“Dimensão Variável” , Base da Transição Listrada, Fortaleza, CE, Brasil

2003   “ACMSTC” , Edifício Prestes Maia, São Paulo, SP, Brasil

“MAC USP 40 Artistas” , Museu de Arte Contemporânea da Universidade São Paulo, SP, Brasil

“Experimental” , Centro Cultural Dragão  do Mar, Fortaleza, CE, Brasil

“Calciuo di Rigore” , II Festival de Fotografia, Roma, Italy

SELECTED PUBLIC COLLECTIONS / COLEÇÕES PÚBLICAS SELECIONADAS

Biblioteca Comunitária de Heliópolis, São Paulo, SP

MAR, Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro

Museu do Negro, Rio de Janeiro, RJ, Brazil

Coleção SESC de Arte Brasileira, São Paulo, SP, Brazil

Pinacoteca Municipal de São Paulo, SP, Brazil

Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, SP, Brazil
http://www.pinacoteca.org.br/pinacoteca/default.aspx?mn=153&c=acervo&letra=E&cd=3517


2 Responses to “currículo”


  1. maio 18, 2016 às 3:46 pm

    Parabéns, seu trabalho sobre as igrejas demolidas é muito bonito. Sou arquiteta e professora da FAU UFAL, mantenho um site sobre patrimônio e me inspirei muito vendo seu trabalho, será referência em nossas pesquisas com certeza. Gostaria de saber como você faz os desenhos do patrimônio demolido: a partir de fotos antigas? e os desenhos de reconstituição também são manuais? há auxilio computacional? Muito obrigada e abraços.

    • 2 everderame
      maio 18, 2016 às 4:44 pm

      oi Adriana, fico muito feliz com a sua mensagem! depois me manda o link do seu site. eu fiz por muitos anos desenho de observação, por todo o Brasil e mesmo exterior. com o passar dos anos resolvi fotografar para deixar os desenhos mais acurados.os desenhos de reconstituições são feitos a partir de fotos de arquivos, gravuras e afins. é tudo manual, meu instrumental se resume a lapis para o esboço, caneta, regua e compasso. obrigado pelo contato, abs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Páginas


%d blogueiros gostam disto: