instalação GIGANTE POR UM DIA no café do MUBE

de 16 de outubro a 18 de novembro

texto Érica Zíngano

A sorte está no ar… quem chegar por último é mulher do padre!

 

“Sabe que há muitos anos que os antigos

Reis nossos firmemente propuseram

De vencer os trabalhos e perigos

Que sempre às grandes cousas se opuseram

Luís de Camões

a) Entender, neste caso, que a alegoria não funciona apenas como uma figura do discurso, mas no sentido mais amplo de ser expressão, tal como é pensada por Walter Benjamin, para quem “a alegoria [] não é uma retórica ilustrativa através da imagem, mas expressão, como a linguagem e também a escrita”, intensificando nesta e noutras formulações a “intenção alegórica” como um aspecto constituinte de uma visão de mundo.

b) “Fóssil vivo” é uma expressão, utilizada de modo informal, para qualificar organismos de grupos biológicos atuais que são morfologicamente muito similares a organismos dos quais há conhecimento através do registro fóssil. Na maioria dos casos, os “fósseis vivos” pertencem a grupos biológicos que no passado geológico da Terra foram muito mais abundantes e diversificados do que atualmente. A expressão é tão popular e utilizada de modo tão indiscriminado que, muitas vezes, serve apenas para designar organismos atuais com aspecto invulgar ou grotesco e por isso parecem, ao público mais leigo, “primitivos”. Deve-se sublinhar ainda que o termo é desprovido de qualquer rigor científico, pois um “fóssil vivo” não é um fóssil. Assim, o conceito de “fóssil vivo” não é usado em Paleontologia, nem no âmbito dos estudos de evolução biológica, sendo apenas uma mera curiosidade científica. No entanto, alguns etimologistas afirmam que a expressão, justamente por ser muito popular, deu origem à variante “morto vivo”.

c) Dos delitos e das penas  – Art. 22 – Se o fato é cometido sob coação irresistível ou em estrita obediência a ordem, não manifestamente ilegal, de superior hierárquico, só é punível o autor da coação ou da ordem.

d) Cabeça Dinossauro é o 3º álbum de estúdio da banda brasileira de rock Titãs, lançado em junho de 1986. Foi incluído na lista dos 100 melhores discos da música brasileira de todos os tempos como o 19º. Nele, encontramos clássicos inesquecíveis: “Polícia”, “Homem Primata” ou mesmo “Bichos Escrotos”, música que a banda tocava desde 1982 e ao registrá-la no álbum garantiu-lhe um caráter antológico. A capa foi baseada em um esboço do artista italiano Leonardo da Vinci, intitulado “A expressão de um homem urrando”, e um outro desenho do artista, “Cabeça grotesca”, foi utilizado na contracapa do disco. As faixas reúnem tendências musicais diversas, mas apostam principalmente no punk rock, além do reggae e do funk, e encontramos também um cerimonial dos índios Xingu.

e) Observámos que a palavra coroa é, originalmente, muito próxima da palavra corno e exprime basicamente a mesma ideia: de elevação, de poder, de iluminação. Uma e outra se elevam por cima da cabeça e são a insígnia do poder e da luz. A coroa foi antigamente ornamentada de pontas que representavam, como os cornos, raios de luz. Pode ser esse também o significado da coroa crística; é o das cabeças de cobra que cingem a fronte das divindades e dos faraós do Egipto.

_________________________

Érica Zíngano

 


0 Responses to “gigante por um dia”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Páginas


%d blogueiros gostam disto: