Exposição Par Avion na Biblioteca

11/06/2012

A Biblioteca Mário de Andrade realiza exposição na área de poéticas visuais  relacionada à revista AVIÃO, único exemplar de uma publicação realizada, em 1948, por um pequeno grupo de poetas e artistas, em Bagé, cidade gaúcha situada quase na fronteira com o Uruguai. Organizada pelo poeta Ernesto Wayne e o artista Glauco Rodrigues, a revista era feita inteiramente à mão.

O material divulgado na exposição faz parte do fac-símile Par Avion, da revista da Biblioteca Mário de Andrade, edição n. 67 e foi coordenado pela artista plástica Regina Silveira, com a colaboração de Alexandre Barbosa de Souza, Carlos Issa, Eduardo Jorge, Gerson L.Schultz, Renato Pêra, Thereza Salazar, Eduardo Verderame e Érica Zingano.

A revista AVIÃO, que foi doada à Biblioteca em 1951, pelo crítico de arte Sérgio Milliet, traz justaposições e costuras peculiares de seu conteúdo de imagens, poemas, textos, partitura musical e fotos. Suas páginas são encadernadas manualmente com cordões grossos passados por ilhoses, os poemas e os textos datilografados se juntam a ilustrações pintadas, desenhadas ou aquareladas diretamente no papel, com uma visualidade predominantemente surrealista, às vezes abstrata.

Para Regina Silveira “O clima da revista é diferente: irônico, com matizes dadaístas. Os recortes de imagens, textos e fotos são próprios das mídias impressas da época”.

ConvitelancamentoRBMA67paravion

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
OBITUÁRIO
texto e ilustrações Eduardo Verderame
O Concorde foi o mais famoso avião supersônico e um dos dois únicos a operar de maneira comercial, a partir da década de 70. Seu design era marcante. O bico afiado, adunco e o porte imponente remetia a uma ave de rapina. O Concorde começou a operar em 1976 pela British Airways e a Air France, tendo quebrado vários os recordes de navegação aérea, mas devido a alta emissão de ruído, teve operação limitada especialmente nos Estados Unidos. Apesar do entusiasmo incial, apenas 20 exemplares foram construídos. O avião podia chegar até 2600km/h contra 900 km/h de um Boing 747, por exemplo.

O Concorde operou sem acidentes por quase trinta anos, mas foi aposentado em 2003, em grande parte devido a um acidente acontecido no vôo 4590 em 25 de julho 2000 no Aeroporto Charles de Gaulle. Na ocasião devido a uma peça de outro avião caída na pista, um dos quatro motores do Concorde incendiou-se causando um desastre onde todos na nave morreram.

concorde346

>>

O cemitério de aviões em Tucson, Arizona é considerado o maior do mundo. Possui cerca de 4000 areonaves estacionadas em seus pátios e só sua pista de aterrisagem já é uma atração em si devido ao porte descomunal.  O local – no deserto de Sonora- foi escolhido devido a sua baixa umidade, que auxilia na preservacão das naves.

O cemitério é uma base aérea militar utilizada para estocar aviões em desuso do governo. Fundado em 1946 foi idealizado para abrigar os aviões que voltaram da Segunda Guerra. Hoje eles já não estão lá. A maior parte dos aviões estacionados são da época do guerra do Vietnan.
Algumas aeronaves tem peças recicladas e outras necessitam manutenção para evitar o vazamento de componentes tóxicos.
airplane-graveyard-1<<<

O AirBus A300 é um avião comercial produzido desde 1967 pela Airbus francesa. A família Airbus expandiu-se ao longo dos anos produzindo também os modelos A310, A320, A330, A340, A350 e A380. Em comum os modelos são projetados para longas distâncias. Seu concorrente direto é o tradicional Boing 747, talvez o mais bem sucedido modelo aeronáutico dos últimos 30 anos. Os aviões da Airbus são precursores do sistema fly by wire ou sistema de controle por cabo elétrico, que regularizam os comandos das partes móveis da nave por computador e aumentam a capacidade de manobra e desempenho.
Em junho de 2009 um Airbus A330 operado pela Air France no vôo 447 Rio de Janeiro-Paris caiu no Oceano Atlântico a cerca de 1300 kms da costa brasileira. Seus 228 ocupantes morreram. As causas do acidente nunca foram completamente esclarecidas. Alguns destroços e as caixas pretas foram encontradas em abril de 2011, mas foram inconclusivas sobre o motivo da tragédia.

airbus

>>>>

Existem poucos museus dedicados a aviões no Brasil, o maior deles o Musal no Rio de Janeiro. A companhia Tam também possui e exibe seu acervo de máquinas. Um endereço menos conhecido – e sem dúvida menos abonado é o Museu de Armas, Máquinas e Veículos Antigos Eduardo André Matarazzo em Bebedouro, Estado de São Paulo. O museu é mais conhecido como o Museu do Automóvel, apesar do acervo eclético – o museu possui 300 peças que variam de escafandros a locomotivas.

sas

Entre eles algumas aeronaves, mas a falta de hangares faz com que várias de suas preciosas relíquias fiquem ao relento. Entre eles figura o único remanescente SAAB 90 Scandia no mundo, o PP-SQR.
O SAAB 90 Scandia foi um modelo desenvolvido pela Scandia sueca em 1944 para uso civil, com muitas similaridades com o DC10 Douglas Dakota. Carregava até 32 passageiros e tinha autonomia de 1000kms. A VASP e a Aerovias do Brasil adquiriram inicialmente 6 unidades e posteriormente a VASP adquiriu outras unidades da frota da SAS que foram utilizados entre 1950 e 1969. O último exemplar existente- em péssimas condições de conservação- é o do Museu de Bebedouro. Em 1987 a SAAB propôs a compra da aeronave, mas não conseguiu realizar o negócio.>>>>>

md1148

O trijato McDonnel Douglas MD11 foi o sucessor do McDonnel Douglas DC10, um famoso modelo do fim dos anos 60 que junto com o Lookheed L1011, o Boing 747 e o Airbus A330 dominou a navegação civil nos anos 70. Embora o DC10 tenha tido versões militares (o KC10), o MD11 teve utilização civil. As diferenças entre os dois modelos eram pouco visiveis. Projetado em 1987 para ser o sucessor do DC10, o MD11 não teve a aceitação no mercado que a McDonnel Douglas esperava, mas pode ser produzido graças a encomendas importantes como as da FEDEX e da American Airlines, por exemplo. Ainda na década de 90 o desempenho do MD11 foi questionado e alguns acidentes selaram o destino da aeronave e da própria construtora. A American Airlines listou 100 problemas para serem corrigidos nas aeronavem encomendadas. Ainda que tenha reparado as falhas, o MD11 nunca recuperou o prestígio. A McDonnel Douglas teve de ceder a pressão do mercado e acabou sendo comprada pela Boing em 1997 e o MD11 deixou de ser produzido em 2001.

md11347

<<<<<<<
O Learjet é um dos modelos mais populares de pequeno jato bimotor de uso civil e militar. O modelo Learjet25 foi lançado em 1967. Acomoda até 8 passageiros e dois tripulantes. Foram registrados 55 acidentes com aeronaves deste tipo e 12 delas no Brasil. A mais famosa delas foi a que envolveu a aeronave PT-LSD que conduzia a banda Mamonas Assassinas ao Aeroporto de Guarulhos em 2 de março de 1996. A aeronave perdeu o controle e caiu numa área remota da Serra da Cantareira. Todos a bordo morreram.

learjet352


0 Responses to “paravion”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Páginas


%d blogueiros gostam disto: